top of page

O Design como meio para fortalecer pequenos negócios e empreendimentos

Atualizado: 9 de fev. de 2023

Qual a primeira ideia que vem a sua cabeça quando ouve falar em serviços de Design? Logomarcas, identidade visual, design de um objeto ou produto? Acertamos?


Provavelmente sim! Grande parte das pessoas associa Design a design gráfico (logomarcas, por exemplo) ou design de produtos (design de uma cadeira, por exemplo), mas isso é apenas parte do que o Design como área de estudo pode fazer por um negócio, projeto ou marca. O Design vai muito além do visual. E é isso que queremos explorar nesse primeiro post sobre Design.



Mas afinal o que é o DESIGN no seu conceito mais amplo.



São várias as definições de Design por renomados profissionais da área, mas talvez a definição do ICOD (International Council of Design) que define Design como uma disciplina focada na relação pessoa (“utilizador”) x “o ambiente construído pelo homem” considerando aspectos estéticos, funcionais, contextuais, culturais e sociais, seja a que mais se aproxima da abordagem que damos ao Design aqui no Boxer Crab.

Fonte: Site do International Council of Design (1)

Ao levar essa visão mais ampla do Design para o universo dos pequenos empreendimentos, podemos assumir que ele, o Design, é uma das ferramentas mais adequadas e até mesmo uma das mais humanas, para organizar a vida profissional e buscar um posicionamento que reforce a sua marca/empreendimento, não somente no âmbito digital, mas também no mundo real, físico.

Isso porque a sensibilidade, a preocupação, o senso de apoiar, trocar e unir forças, sempre foram valores presentes no mundo do Design, mas pouco disseminados fora do seu meio.

São essas características de que chamamos de cuidado verdadeiro que permite por um balanceamento de forças entre desejos e possibilidades, tendências x sustentabilidade, analisar o cenário e ajudar a encontrar as soluções mais adequadas, que tragam benefícios ao pequeno empreendedor e por consequência, atingir os resultados do seu empreendimento, sem que isso implique em um burnout ou crises de ansiedade.

Embora o Design não tenha fins propriamente comerciais, ele não ignora a necessidade de prover-lhe os recursos necessários para prosperar no seu meio e na sua atividade. E esses recursos são imensos, viabilizar o reconhecimento do seu público através da boa transmissão da sua mensagem, é apenas um deles, talvez o mais popular.


Quais os diferentes papeis do Design dentro de um pequeno empreendimento


“Por que um pequeno empreendimento, uma estrutura com recursos financeiros e humanos restritos, deveria investir em Design?” Essa é uma dúvida comum, afinal são tantos os custos para manter um pequeno empreendimento a funcionar que investir em Design pode ser a última coisa a se pensar. Estou certo?


Esse pensamento surge porque hoje o profissional de Design ainda não é reconhecido como alguém que possa ajudá-lo a resolver problemas, visualizar soluções para as questões do dia a dia ou a identificar novas oportunidades dentro do seu ramo de negócio.


Mas o objetivo deste post é justamente desmistificar tudo que o design pode fazer pelo seu pequeno empreendimento, pela apresentação de algumas formas práticas de alguns papeis que o Design pode exercer para ajudar o seu pequeno negócio:


1. Desenvolver/aprimorar uma Identidade única para que seu empreendimento seja reconhecido no mesmo patamar que outros concorrentes (mesmo que eles sejam de maior porte)


Na construção de uma Identidade visual, cada elemento visual tem o seu papel e é unificado a um conceito que busca traduzir – fundamentado no olhar estético-funcional e em conhecimentos de semiótica, linguagem visual, entre outros – a sua verdadeira identidade. Um conceito que precisa ser extremamente sintético, mas que leve a uma percepção ampla e precisa. Afinal, quase sempre a nossa imagem precisa falar por nós; não é sempre que se pode bater um longo papo e explicar todas as maravilhas que desejamos oferecer através do nosso trabalho.


Alinhado a identidade visual, o desenvolvimento de uma identidade escrita, que perpetua a sua essência pelos textos do seu site, publicações, material de divulgação, emails e todos os pontos de interação com o seu público, mantendo fiel as características de sua marca.


2. Desenvolver um padrão de Design para seu empreendimento para evitar que gaste tempo com decisões e tarefas repetitivas


Ao investir na construção de um padrão de Design para seu empreendimento, não precisará ficar o tempo todo tendo que reinventar a roda com decisões que podem ser únicas, padronizadas e que preservam a identidade de sua marca em todas as etapas do seu processo de trabalho.


E esse padrão de Design não precisa ser nada sofisticado, basta simplesmente ter definido e documentado uma forma de trabalhar padronizada, com guias e templates fiéis a sua identidade e que facilitam a execução das tarefas rotineiras do seu pequeno empreendimento. e preservam a sua identidade independente do canal utilizado para passar a sua mensagem.

Na prática isso significa ter uma série de documentos pré-formatados e prontos para serem facilmente editados e utilizados em suas diferentes finalidades, tais como orçamentos, posts de redes sociais, emails de notificação, respostas a dúvidas de clientes. O objetivo é garantir a consistência da linguagem visual e escrita na sua comunicação com seu público e reduzir o tempo gasto na produção de conteúdo. Isso não significa que você precisa de uma ferramenta ou software rebuscado para tal. Muitas vezes a solução está na forma como fazer e não na plataforma onde será feita. Buscar a melhor solução para a sua realidade, utilizando os recursos que você dispõe faz parte do trabalho do Design.




3. Identificar tarefas de baixo valor agregado que roubam seu tempo e podem ser padronizadas/automatizadas dentro ou fora do seu site ( sempre que possível e dentro dos seus recursos)


Gerir um pequeno empreendimento, com uma equipa reduzida, significa "equilibrar vários pratinhos". Além de realizar a sua atividade fim, como prestar serviços ou vender seus produtos, terá uma série de outras demandas como: emitir faturas, realizar cobranças, gerir estoques, atender clientes, gerir agendas etc. Essas pequenas tarefas consomem um tempo precioso, e muitas vezes não sobra tempo para investir em melhorar, inovar e aprimorar os seus produtos e serviços.


O olhar do design irá ajudá-lo a identificar quais destas tarefas podem ser padronizadas para que o seu nível de serviço esteja sempre dentro dos padrões de qualidade estabelecidos e para que se gaste o menor tempo possível com elas. Também ajudará a perceber quais destas tarefas podem ser automatizadas (ex: envio de notificações automáticas, lembretes de cobrança, confirmações de pagamento, fluxos de atendimento pré-definidos, respostas padrão, chatbot, etc.), sempre com o cuidado de se manter fiel à identidade de sua marca no que diz respeito não somente ao visual e aos textos escritos mas também ao longo de todo processo de relacionamento com o seu público.


4. Identificar formas de melhor organizar/otimizar atividades que agregam valor ao seu negócio.


Identificar formas de simplificar o seu dia a dia com os recursos existentes e transformar complexidades em ações menores e mais simples também é um papel do Design. E isso pode ser aplicado não só nas tarefas operacionais, mas também nas que realmente agregam valor ao seu negócio.


Desde a construção de um site institucional em uma plataforma que permite a centralização de registos e controles em um único painel que pode ser acessado facilmente pelo ambiente de administração do seu site, e que permite levar para o seu site atividades e realizadas no modo offline, ganhará em tempo e em visão global dos principais relacionamentos do seu negócio com o público interno e externo.


Um bom exemplo, é o recurso para gerir a sua base de clientes e contatos em um único lugar, como registo do histórico de relacionamentos centralizado que unifica diferentes canais como emails, mensagens pelo site, anotações.

Outro exemplo, é utilizar recursos de conteúdo dinâmico no site para permitir uma maior agilidade na geração de conteúdo para o seu site de forma simples.


5. Visualizar oportunidades de preparar o seu site para novos caminhos que o seu empreendimento possa seguir


Optamos pelo uso de uma plataforma de criação de sites simples e viável para pequenos empreendimentos e empreendedores, mas a utilizamos de forma totalmente personalizada, selecionando os aplicativos e arquitetura de site mais adequada para atender as diferentes necessidades dos diferentes clientes.


Durante o processo de exploração e briefing das necessidades do cliente, identificamos possíveis caminhos futuros que os objetivos de negócio possam vir a demandar no site e já preparamos o “terreno” para futuras intervenções de ampliação/adaptação do site. Nosso proposta irá sempre visar a máxima utilização da ferramenta que tem em mãos, o seu site, potencializando o seu investimento ao máximo.


6. Ajudar a materializar estratégias em ações


Qualquer empreendedor sabe que para um negócio prosperar é preciso ter a objetivos e metas bem definidos. Desenvolver uma estratégia seja de marketing, ou de operação do seu negócio, será sempre necessário, independentemente do tamanho do seu empreendimento.


Mas quando se é um pequeno empreendedor com uma equipa reduzida ou que trabalha sozinho, as milhares de micro tarefas operacionais que lhe roubam o tempo, nem sempre é fácil desdobrar a estratégia traçada, em ações operacionais que garantem que as tarefas do dia a dia contribuam para o alcance das metas estabelecidas.


E mais uma vez o Design pode ajudá-lo a olhar para o cenário estratégico e visualizar as soluções e recursos viáveis, considerando as restrições existentes (orçamento, tempo, pessoas), ajudando a priorizar tarefas e ações e filtrando alguns excessos que não condizem com a sua realidade.



Principais benefícios de investir em Design para um pequeno empreendimento


Após analisar cada ponto acima, podemos concluir que ao decidir fazer um investimento em Design poderá ter muitos benefícios não só para empreendimento em si, mas também para as pessoas à frente das inúmeras atividades envolvidas na vida de um pequeno empreendedor.


No quadro abaixo, consolidamos os papeis do Design e seus principais benefícios no que se refere a um pequeno empreendimento, seja ele uma atividade realizada por um profissional liberal, um pequeno negócio comercial ou de serviços ou ainda atividades culturais.


O que o Design pode fazer

O que o Design pode entregar

Benefícios alcançados

1.Desenvolver/aprimorar uma Identidade única para seu empreendimento

  • Elementos institucionais : Marca/Logótipo

  • Identidade visual consistente em todos os meios de contato com o seu público

  • Site funcional de fácil uso e com apelo visual

  • Conteúdo para o seu site alinhado a sua identidade

  • ​Fortalece a imagem de sua marca perante o seu público-alvo

  • Aumenta a confiança de clientes

  • Aumenta o valor percebido de seus produtos e serviços

2.Desenvolver um padrão de Design para seu empreendimento

  • Manual de Design que orienta o uso de padrões de linguagem visual/escrita em materiais institucionais e promocionais

  • Modelos de documentos, emails e notificações pré-formatados e prontos para serem utilizados.

  • Mais tempo livre para realizar as atividades que agregam mais valor ao seu negócio

  • Valor percebido pelos clientes.

3. Identificar tarefas de baixo valor agregado que padronizadas/ automatizadas

  • Ambientes de acesso restrito no seu site para acesso a conteúdo comum a ser compartilhado por diferentes clientes

  • Emails automáticos

  • Padronização de formas de atendimento por email, inbox etc.

  • ​Mais tempo livre para realizar as atividades que agregam mais valor ao seu negócio

  • Melhor controle do nível de qualidade de produtos e serviços

​4.Identificar formas de melhor organizar/otimizar atividades que agregam valor ao seu negócio.

  • Desenho de fluxos de processo da atividade ou de atendimento estabelecidos

  • Identificação de recursos do site que otimizam a realização da atividade ou que permitem

​5. Visualiza oportunidades e novos caminhos com os recursos disponíveis.

  • Conteúdo dinâmico no site em estrutura preparada para crescer;tabelas dinâmicas, bases de dados etc.)

  • Prepara o seu site para novos caminhos que o seu empreendimento pode seguir

  • Poupar tempo e investimentos extras em adaptações e intervenções futuras em seu site

6. Ajudar a materializar estratégias em ações

Prioriza açoes criticas

Divide açoes maiores menores

Ajuda a identificar as atividades e tarefas a serem priorizadas para atingir os objetivos traçados em sua estratégia de negócio. Garantir que o seu empreendimento ande no rumo certo

Com esse post esperamos ter esclarecido quais os possíveis papeis do Design para o fortalecimento de pequenas estruturas de trabalho e como adotar uma abordagem de design pode render benefícios para o seu empreendimento ou negócio, sem que isso implique em investimentos altos, em aumento de equipa ou a contratação de múltiplos serviços de suporte.


E não só, mas que o Design também pode trazer benefícios para os profissionais que estão à frente dessas iniciativas, poupando tempo gasto com tarefas repetitivas e filtrando os excessos de tendencias, estratégias e ferramentas que muitas vezes acabam por nos afastar do que realmente é importante para qualquer profissional: aprimorar o seu trabalho, se desenvolver, criar, e por consequência vivenciar a tão sonhada gratificação profissional e pessoal.


E então, ficou surpreso com as possibilidade do Design?

Se tiver ficado alguma dúvida de como o Design pode ajudar o seu pequeno negócio, comente esse post ou se preferir envie-nos uma mensagem pelo nosso formulário de contato. Teremos um grande prazer em receber o seu feedback e melhorar o nosso conteúdo.



Referências Externas:


1. https://www.theicod.org/en/professional-design/what-is-design/what-is-design

1 visualização0 comentário

Comentarios


bottom of page